Barco One Campus

Barco One Campus

360 Graus de luz

Transparência é o tema central do "The Circle", a nova sede da gigante empresa tecnológica belga, Barco. Projetado por Jaspers-Eyers Architects, a fachada de vidro e os sistemas de cobertura formam uma “pele” à volta do plano aberto e do átrio central do edifício circular, onde as atividades diárias são iluminadas com 360 graus de luz natural.

Faça um tour virtual pelo projeto e experiencie a sua incrível arquitetura como se estivesse lá. Para uma experiência ideal, assista ao vídeo com uma virtualbox ou use a aplicação do Youtube no seu tablet ou smartphone (https://youtu.be/RnZ27wKHTWM)

 

Visão do arquiteto

"Escolhemos uma forma cilíndrica para tornar o edifício o ponto central entre os edifícios circundantes no campus", diz o arquiteto John Eyers. "Pode-se criar espaço, mas também abertura. A relação entre a natureza e a tecnologia era muito importante para nós." Posicionado no centro do local com corredores que o ligam a edifícios novos no campus, o círculo, com um diâmetro de 75m e uma altura de 25m, tem uma área total de 32.000m2.

 

 

 

“A FORMA CIRCULAR DO CONCEITO CONTRIBUI PARA A FUNÇÃO SOCIAL DO EDIFÍCIO.”John Eyers (Jaspers-Eyers Architects)
John Eyers (Jaspers-Eyers Architects)

 

John Eyers nasceu em 1961 em Leuven, na Bélgica. Formou-se na Faculdade de Arquitetura de Saint-Luc, em Bruxelas, em 1984. Após o seu estágio na firma de arquitectura Jaspers & Partners, permaneceu ligado ao escritório como arquiteto freelance.

 

Em 2001 John Eyers torna-se co-sócio da Jaspers & Partners e, assim, o nome da empresa foi mudado para Jaspers-Eyers & Partners. Ele e Jean-Michel Jaspers expandiram a firma que foi fundada por Michel Jaspers.

 

Jaspers-Eyers Architects tornou-se um dos principais escritórios de arquitetura na Bélgica e na Europa. Hoje, operam a partir de 3 escritórios diferentes: em Hasselt, Leuven e Bruxelas. A equipa é composta por cerca de 150 pessoas no total, que incluem arquitetos sénior e júnior, designers, modelistas, perspetivistas e pessoal administrativo. Graças a muitas colaborações internacionais, deixaram o seu selo em mais de 12 países, como França, Polónia, Marrocos e China.

 

A equipa ganhou vários prémios para projetos como Barco (Kortrijk), Toison d'Or (Bruxelas), Paradise Tower (Liège), Warsaw Spire (Polónia) e o Parlamento Europeu (Bruxelas). Qualidade, durabilidade e sustentabilidade são as principais chaves na sua abordagem e conceito. A ideia básica de desenvolver projetos contemporâneos, com tempo definido e de acordo com o orçamento dos clientes são ainda os objetivos fundamentais da sua visão arquitetónica.

A estrutura de aço cria um elemento impressionante para a fachada exterior do edifício.

A fim de obter uma quantidade máxima de luz natural e transparência, o arquiteto escolheu aço para suportar o peso da estrutura, juntamente com sistemas de perfil de alumínio elegantes para as fachadas. Ao dar vida e dinamismo à fachada, as funções interiores do edifício registam contra o seu exterior. Por exemplo, a estrutura acima do átrio é caracterizada pelo padrão romboidal cruzado parecendo estar a flutuar acima do sistema de vidros minimalista, orientado verticalmente. As fortes linhas horizontais dos níveis superiores proporcionam um controlo solar no interio, enquanto uma grande escadaria no átrio torna-se visível do exterior como uma linha de inclinação dinâmica. A enfatizar ainda mais as ligações interiores/exteriores, existe um fluxo de água corrente de dentro para fora, harmonizando o edifício com a paisagem.

 

No átrio, as atividades diárias são iluminadas com 360 graus de luz natural.

O arquiteto John Eyers explica que a forma circular do projeto contribui para a função social do edifício. "As formas únicas arredondadas e as ligações internas garantem que os funcionários se cruzam uns com os outros com mais frequência, criando um ambiente ativo. Os "deques ovais de reunião" destacam-se, parecendo flutuar no espaço. As passerelles ligadas ao núcleo fixo do edifício oferecem equilíbrio à estrutura e garantem um nível constante de atividade."

Johan Heyman - Gestor de Operações acrescenta: "Um dos elementos que enfatiza fortemente a comunicação aberta no edifício, é o átrio. Não só permite a luz abundante, mas também é muito aberto. É aqui que colocamos o nosso restaurante. Agora, após seis meses, verificamos que o restaurante é utilizado para muitas outras funções que não apenas para comer. Tornou-se um lugar de encontro informal e, portanto, torna-se parte do espaço de escritório em vez de uma cantina fechada ".

 

“O RESTAURANTE TORNOU-SE NUM SÍTIO DE ENCONTRO INFORMAL.”Johan Heyman (VP Operations Barco)
Johan Heyman (VP Operations Barco)

Johan Heyman é vice-presidente de Operações e Logística da Barco, gere as fábricas em todo o mundo, bem como as equipas mundiais nos departamentos de Logística, Compras, Qualidade e Instalações. Antes de se juntar à empresa em 2008, ocupou diversos cargos gerenciais na indústria de semicondutores da Alcatel Microelectronics, da AMI Semiconductor e da ON Semiconductor. Heyman obteve o seu mestrado em Engenharia Eletrónica pela Universidade de Ghent (U.G.) e a sua pós-graduação em Gestão Industrial pela mesma universidade.

Uma fachada invertida CW 50, personalizada com perfis finos permite uma entrada máxima da luz do dia.

O desafio

No total, foram instalados 7.900m2 de sistemas de fachadas em vidro e alumínio, numa colaboração estreita entre não só os arquitetos e a Reynaers Aluminium, mas também o empreiteiro Cordeel e Belgo Metal BV, especialistas em alumínio na construção. A instalação de uma fachada invertida, por assim dizer, com 3.500m2 de fachada total, acrescenta complexidade ao projeto. Basicamente, o elemento estrutural da parede é posicionado para o exterior do edifício, apenas com as tampas estreitas da fachada em si, visível para o interior. De acordo com o conceito e metas do arquiteto deste projeto, “The Circle”, o tipo de sistema aplicado melhora muito a transparência e as linhas visíveis para fora.

Partindo dos princípios básicos de um sistema de fachada clássico, a fachada do The Circle é uma solução de design altamente personalizada. Inclui perfis CW 50 para os volumes mais baixos, áreas atrás dos elementos da estrutura de aço entrecruzados e horizontais, bem como o telhado envidraçado. Além disso, as janelas e portas standard CS 77, juntamente com as portas de pânico HID (High Intensity Door) foram integradas. O telhado envidraçado é uma realização técnica particularmente impressionante. Com 1.500 metros quadrados de área, pretendia-se uma cobertura tão plana quanto possível, que é bastante complexo para conseguir um vidro, garantindo a plena estanquidade à água. A solução de projeto compreende uma estrutura de aço no interior e perfis CW 50 no exterior. O sistema tem uma inclinação de apenas 5 graus para alcançar tal desempenho.

Sustentabilidade

Naturalmente, um edifício totalmente em vidro levanta questões sobre eficiência energética e controlo térmico. Os sistemas de alumínio da Reynaers oferecem um padrão termicamente eficiente. Além disso, as linhas horizontais elegantes dos painéis, ao longo da lateral do edifício, fornecem proteção contra o sol e um sistema de arrefecimento regula as temperaturas dentro deste círculo de vidro.

Guy Eeckhout, um dos gestores na Barco diz: "Em relação à sustentabilidade dos materiais de construção, escolhemos o alumínio como um material durável, bem como vidro de alto desempenho, para manter o calor lá fora. E de forma a permitir a entrada de luz abundante no edifício, optamos por não só uma fachada de vidro, mas também um telhado de vidro que minimiza a sombra no átrio".

O ícone circular, repleto de luz será o centro de atenções no campus Barco durante anos afim.

Expresse-se

Como cliente, o reforço da marca foi também um desejo-chave do conceito da fachada. "No futuro, a Barco será capaz de projetar imagens nas superfícies usando sua própria tecnologia. É assim que a empresa quer transformar o novo edifício num detentor do elevado nível dos seus próprios produtos de alta tecnologia", diz Bruno Poelman, líder de projeto da Jaspers-Eyers.

Em conclusão, um projeto de construção de tal complexidade requer os mais altos níveis de cooperação e equipas especialistas. O resultado é um ícone circular, repleto de luz e que será o centro de atenções no campus Barco One durante anos afim.

 

Guy Eeckhout

Guy Eeckhout é Diretor EHS & Facilities na Barco. Antes de se juntar à empresa em 2011, desempenhou funções comparáveis na Alcatel-Lucent. Nestas funções participou na realização de trabalhos específicos para salas de limpeza submicronizadas para processamento de semicondutores em Oudenaarde, a sede belga da Alcatel Lucent em Antwerpen (Kievitplein) e o campus Barco One em Kortrijk. Guy Eeckhout obteve o seu mestrado em Quimica Industrial pela Escola Industrial de Ghent e a sua pós-graduação em Ciências Ambientais pela Universidade de Antuérpia.

PROJECT SOLUTION

Systems:
• Bespoke solutions based on CW 50-SC, CS 77, CW 50-SL & CW 50-HL
• CS 77 windows & doors
Project description:
GLAZED ROOF:
• Development of CW 50-SC bespoke façade solution to assure the required air- and water tightness of large flat atrium roof.
• 1.500 m² of CW 50-SC roof façade with inclination of 5%
• Profile width of 70 mm
• 4  new profiles and 2 new gaskets
CROSSED FAÇADE:
• Development of CS 77 bespoke solution to match installation principle (steel structure outside, glass installation from inside)
• 1.500 m² of CS 77/CW 50-SL segmented façade
• 2 new profiles and 1 new gasket
BELOW VOLUMES & FAÇADE BEHIND HORIZONTALLY LINED STRUCTURE:
• Development of CW 50-HL bespoke façade solution to match static requirements of the building (single span of below volume of 7,6m)
• 3.500m² of CW 50-HL segmented façade – 2 x 1.5°
• 1 new profile
Elements:
• CW 50-SC roof façade elements: 2300 x 2300 mm
• CS 77/CW 50-SL façade: 2000 x 4000 mm
• CW 50-HL façade: 
        o      1960 x 3230 mm
        o      300 kg/panel (lower volumes)
• CS 77-HI high intensity entrance doors: 2440 x 2865 mm
• CS 77-HI double casement window: 2200 x 2600 mm
Glazing:
• Roof: 12-15-66.2
• Crossed façade: 12-15-88.2
• CW 50-HL: 10-15-66.2
Testing:
For the CS 77/CW 50-SL solution, air-, wind- and water tests were performed in the Reynaers Campus.

Crossed façade - typical element
Crossed façade - vertical section A

1 Horizontal frame profile (type CS 77)
2 Mullion (CW 50-SL)
3 Pressure plate
4 Continuous gasket
5 cover gasket (screw fixation)
6 glazing gaskets
7 Insulation gasket
8 Exterior steel structure
9 Local steel bracket (weight)
10 Local steel bracket (wind - glass stability)

Crossed façade - horizontal section B

1 Horizontal frame profile (type CS 77) 
2 Mullion (CW 50-SL)
3 Pressure plate 
4 Continuous gasket 
5 cover gasket (screw fixation) 
6 glazing gaskets 
7 Insulation gasket 
8 Exterior steel structure 
9 Local steel bracket (weight) 
10 Local steel bracket (wind - glass stability)

Roof - typical element
Roof - section C

1 Mullion 
2 Transom 
3 Clamping profiles 
4 inner glazing gaset - continuous 
5 inner glazing gasket 
6 Fixations (in dry area) 
7 Substructure

Roof - section D

1 Mullion 
2 Transom 
3 Clamping profiles 
4 inner glazing gaset - continuous 
5 inner glazing gasket 
6 Fixations (in dry area) 
7 Substructure

Instalador: 
Belgo Metal NV
Arquiteto: 
Localização: 
Kortrijk, Belgica View on map
Fotógrafo: 
Philippe Van Gelooven
Outros parceiros: 
Barco NV (Investors) Cordeel (General Contractors) VK Architects & Engineers (Engineering office)
Sistemas Reynaers utilizados: 
Project solutions: 
CW 50-RA bespoke solution CW 50 bespoke solution