Obrigatoriedade de Marcação CE para Sistemas Corta-Fogo

1507

No seguimento da recente publicação da EN 14351-2:2018 em Novembro de 2018, a Reynaers informa que a partir de 01 de Novembro de 2019 cessa o período de coexistência entre aceitação de aprovações nacionais e Marcação CE, tornando-se obrigatória a Marcação CE igualmente para portas corta-fogo. 

Esta obrigação complementa a publicação em 2006 da norma de produto hEN14351-1:2006+A2:2016 e das suas emendas de 2010 e 2016 e da publicação, bem como da hEN16034:2014 publicada em Outubro de 2014 e acordada a 1 de Novembro de 2016.

Posto isto, os fabricantes de sistemas corta-fogo deverão garantir o cumprimento da lei e da regulamentação aplicável ao fabrico e instalação destes sistemas de segurança.

Assim a implementação de um sistema de atestação de conformidade de nível 1 com recurso a um organismo notificado é compulsiva e a implementação de um sistema de controlo de produção em fábrica mais exigente e com controlo externo será igualmente necessário.

A Reynaers, para além de apoio e suporte na implementação destes processos, faculta formação e sessões de esclarecimento aos seus clientes no sentido de facilitar a transição para o novo processo de aposição de Marcação CE.

Mais notícias

Navegar no arquivo de notícias
Eventos03-01-2020

Inaugura a 30 de Janeiro o Expert Center para a Envolvente Transparente do Edifício, uma iniciativa pioneira em Portugal

Produtos17-11-2019

Reynaers Balustrade Rail: a novíssima balaustrada para transparência absoluta

Geral12-11-2019

Reynaers Aluminium em destaque no Guia Exclusivo dos Promotores e Investidores Imobiliários | APPII