Tasso.apartments

Tasso.apartments

Nomos

O coração de Lisboa bate mais forte!

A imagem agrada, certamente, mas não responde à pergunta: Porquê Tasso? E é exatamente por aqui que começamos a apresentação deste novo projeto de apartamentos localizado em Lisboa. Tasso porque se situa na Rua Actor Tasso; Tasso de Joaquim José Tasso, ator português do século XIX. Considerado um galã, era à época uma referência de beleza e vestir bem, que chegou mesmo a dar origem a uma expressão popular: ‘veste uma casaca como o Tasso’. Elegância e beleza são precisamente atributos que este projeto recupera no coração de Lisboa. Um conjunto de apartamentos que, com uma aura industrial-chic, oferece, a quem vê de fora, um edifício robusto, austero, de linhas retas, que, no entanto, transmite a tranquilidade do que é regular e geométrico e, a quem está dentro, espaços flexíveis e adaptáveis, muito contemporâneos.  

O espírito industrial renovado. E chic.

Com a assinatura do atelier Nomos Arquitetos, polo português do grupo NOMOS, sedeado em Genebra, o projeto TASSO Apartments foi desenhado com a intenção de provocar uma reação positiva a um ambiente assumidamente urbano, melhorando a transição entre espaços público e privado. Com uma localização ímpar, em pleno centro da cidade, a obra tem paredes meias com edificado de traça contrastante e tem vistas limitadas, pelo que foi fundamental encontrar soluções que permitissem tirar o melhor partido da implementação no terreno e da luz natural. Para isso, a escolha dos materiais e o uso dos mesmos foi determinante. Mantendo sempre o equilíbrio entre delicadeza e robustez, a opção para revestir as fachadas recaiu sobre os tijolos vermelhos – material tradicional português com excelente durabilidade e sem necessidade de manutenção, aqui dispostos de forma diferente para, por um lado suavizar as linhas austeras e, por outro, demarcar os diferentes espaços.

SlimLine 38 Janelas, CF 77 Portas de correr e CS 77 Portas - Complexo de apartmentos Tasso.apartments localizado em Lisbon, Portugal
Assim, enquanto na fachada são usados os tijolos vermelhos, evocando, por um lado, uma estética industrial de Lisboa antiga, e suavizando, por outro, a presença do edifício na rua em relação aos edifícios vizinhos, nas janelas, varandas e rebordos do edifício os mesmos tijolos são esmaltados a branco, tornando o edifício mais leve e elegante.

A entrada, também em tijolo, é recuada para, uma vez mais, acentuar a transição entre espaço exterior e interior.

Dias luminosos e noites tranquilas.

E, claro, as incontornáveis janelas, fundamentais para o projeto, que são, na verdade, portas em harmónio, transformadas e instaladas pela Profial, com sede em Ourém e escritório em Oeiras.

“Temos instalado o CF 77 em vários projetos. Mas, mais do que o produto, na nossa relação com a Reynaers, destacaria o profissionalismo e o apoio técnico. - Valdomar Rafael, Profial”

Articuladas, deslizam em harmónio, permitindo uma total integração entre espaço exterior e interior, o máximo de conforto, segurança e otimização de espaço. E, além de toda a funcionalidade, representam ainda um elemento estético que faz a diferença e acrescenta valor e beleza ao conjunto. De facto, as portas de harmónio têm diversas qualidades. Permitem, de forma fácil e cómoda, que o exterior e o interior se fundam. Mas tão ou mais importante do que a funcionalidade, esta opção de portas, acrescenta valor também por outros motivos. Além da eficiência térmica, a baixa manutenção do alumínio e a forma engenhosa como são construídas - apresentando elevados níveis de estanquidade à água e resistência aos fatores ambientais externos – são cruciais para o conforto interior. Mas há mais. Especialmente para quem vive no centro da cidade, é importante garantir, sobretudo durante a noite, um ambiente tranquilo para um sono sem perturbações.

Um interior que pulsa ao ritmo de cada vida.

Luminoso por fora, por dentro o edifício brilha. E brilha não só pela escolha do mosaico escuro vidrado para o pavimento, como pela luz da entrada, as linhas elegantes e o espaço amplo, que proporciona um ambiente tranquilo e requintado. Mas é nos oito apartamentos que se revela a personalidade flexível, adaptável e confortável do projeto. E se por um lado, este não permitiu – de forma intencional - a personalização das frações para cada cliente, com o intuito de manter a integridade do espaço e a simplicidade das linhas; por outro, a planta dos apartamentos, que concentra ao centro as casas de banho e inclui as portas interiores corrediças, confere a cada apartamento um dinamismo e flexibilidade que permite adaptar-se na perfeição a cada pessoa ou casal.

SlimLine 38 Janelas, CF 77 Portas de correr e CS 77 Portas - Complexo de apartmentos Tasso.apartments localizado em Lisbon, Portugal

Mais uma vez, também no interior os materiais foram selecionados com todo o critério, por forma a garantir a elegância da simplicidade, e a sofisticação, conforto e requinte dos materiais mais nobres. Assim, os pavimentos de mosaico esmaltado a branco permitem manter a inspiração industrial, mas introduzem um elemento de delicadeza e suavidade, refletindo a luz e claridade exteriores; os enormes painéis de madeira de Tola proporcionam a flexibilidade necessária para divisões funcionais e o toque de conforto que transformam estes espaços em casas, e as casas de banho amplas, funcionais, modernas, mas que, com a pedra mármore, ganham uma sofisticação adicional.

Cada planta foi pensada para aproveitar ao máximo o espaço disponível, razão pela qual as casas de banho são localizadas no centro da fração, aumentando a fluidez da disposição interior e evitando áreas ocultas.

Nem demais, nem a menos. A medida certa.

Outra característica do projeto TASSO Apartments é o equilíbrio na utilização do espaço.

Um edifício com oito apartamentos T1, amplos e espaçosos, com áreas entre os 67m2 e os 85m2, dos quais dois são duplex com excecionais terraços privativos no topo do edifício que permitem desfrutar do ar livre sem sair de casa, e cujas plantas foram pensadas de raiz para, se assim se desejar, poderem ser unidos; uma loja, estúdio ou escritório com acesso direto ao pátio e à rua, e garagem com 10 lugares de estacionamento. Muito próximo da Av. Marquês de Pombal, a principal artéria da cidade, com acesso a pé a diversos locais de passeio e espaços comerciais, e de automóvel ou transportes a qualquer lugar da cidade ou fora dela, este empreendimento traz para o século XXI a linguagem industrial do século XIX, contemporânea do ator que dá nome à rua.

“A cuidadosa combinação dos diferentes materiais, selecionados pela sua qualidade, durabilidade e requinte, dão a cada apartamento uma personalidade única. O layout interior, com painéis interiores que recolhem para o núcleo central e as janelas em harmónio, permitem uma multiplicidade de utilizações e excelente adaptabilidade para uma casa confortável e moderna de uma pessoa ou casal. - Atelier Nomos”

Tal como o artista, este é um edifício que pelos materiais duráveis e imagem intemporal será, para sempre, uma referência singular. E, muito importante, traz a Lisboa o valor do património reabilitado à luz dos padrões de sustentabilidade e economia circular que devem estar na base da reabilitação urbana, hoje e no futuro.

Instalador: 
Arquiteto: 
Nomos
Localização: 
Lisbon, Portugal
Fotógrafo: 
Ricardo Loureiro
Outros parceiros: 
The Capvest Group (Investors) Tecnórem (General contractors)