Em entrevista à O'People

1802

Entrevista publicada originalmente na primeira edição da revista O'People. 

Seguindo a política de elevada qualidade que a MEXTO implementa em toda a sua gama de produtos, a escolha das janelas/caixilharias no O’LIVING acabou por se concentrar num habitual parceiro do grupo, a REYNAERS ALUMINIUM. De inquestionável qualidade e funcionalidade, a O’PEOPLE quis saber um pouco mais do que nos reserva esta marca belga que conta já com mais de 50 anos de existência e vendas em mais de 70 países no mundo inteiro.

O’PEOPLE: O silêncio vale ouro. Esta é uma das frases com que ilustram o conceito de atenuação acústica que tanto têm defendido. O que procuram exatamente?

A Organização das Nações Unidas estima que, em 2050, 68% da população mundial viva em áreas urbanas, ou seja, exposta a fontes de ruído intenso. Quando 55 dB é o valor máximo ideal para a exposição ao ruído de forma regular, pensa-se que mais de 30% da população da União Europeia está exposta a um valor superior, mesmo à noite, com todo impacto que isso traz à qualidade do sono, à produtividade, à saúde e à qualidade de vida.

O que procuramos é sensibilizar a comunidade em geral que as janelas, portas e fachadas têm um impacto direto nesta questão e combater alguma desinformação. Uma boa janela faz toda a diferença!

 

O’PEOPLE: Mas os vossos produtos oferecem muito mais do que apenas soluções acústicas. Em que medida são uma solução para quem procura viver num planeta mais verde?

 

Na Reynaers Aluminium a investigação e desenvolvimento de produtos visa colocar no mercado soluções diferenciadoras sob 4 eixos estratégicos - sustentabilidade, conforto, segurança e design – e contribuir para a qualidade de vida das pessoas, agora e no futuro.

alumínio é a matéria-prima mais sustentável para caixilharia. É totalmente reciclável sem perda de valor, ou seja, no fim de vida útil pode reciclar-se exatamente para o mesmo fim. É certo que é necessária eletricidade para o produzir, mas podemos escolher a fonte de energia utilizada e é precisamente isso que fazemos ao procurar fornecedores que usam fontes de eletricidade duráveis e sustentáveis. Atualmente, o alumínio usado na Europa tem uma média de 8,6 kg de C2 por kg de alumínio. Ao utilizar “eletricidade verde”, a pegada pode cair para 4 Kg. Chamamos a isso “alumínio de baixo carbono”.

Depois, para estarmos seguros que estamos no bom caminho, procuramos ‘validar-nos’ com certificações externas. BREEAM, LEED, Passive House, Cradle-to-Cradle são mundialmente reconhecidas e certificam a nossa conduta, produtos ou projetos.

Paralelamente, há todo um mundo de questões que embora muitas vezes sejam esquecidas são cruciais quando o assunto é sustentabilidade. Uma janela que dura 2x mais, além de um bom investimento é uma opção sustentável. Uma janela que carece de baixa manutenção é exatamente a mesma coisa. Uma janela que permite a substituição ágil de vedantes, por exemplo, assegura que os desempenhos térmicos, acústicos e mecânicos podem ser mantidos durante toda a vida útil e isso também contribui para a eficiência e sustentabilidade.

Muitas páginas podiam ser escritas sobre este tema…. O que é essencial reter é que na Reynaers disponibilizamos uma gama alargada de soluções para garantir que qualquer que seja a escolha, seja a mais sustentável possível.

 

O’PEOPLE: Sendo as fachadas do O’LIVING tão ricas em janelas, foi fácil decidir qual o melhor modelo para o empreendimento?

 

Para o O’Living foram selecionadas soluções técnicas que respondessem aos requisitos definidos pelo Arqº Miguel Saraiva (Saraiva + associados) ao nível de conforto, segurança e funcionalidade. Foram utilizadas as janelas minimalistas Slim Line 38 Ferro com o ‘look & feel’ do aço, o sistemas de fachada CW 50 que, pela sua versatilidade e desempenhos, é um ‘best seller’ da Reynaers em todo o mundo e portas CS 77 para uso intensivo, testadas para 1.000.000 de ciclos, de forma a assegurar o bom desempenho mecânico durante muitos e muitos anos.

 

O’PEOPLE: Por último Ricardo, nos últimos anos a Reynares tem-se destacado não só pelos produtos mas também pelos serviços associados. É caso para dizer Together for Better?

 

Sim, sem dúvida. Together for Better, mais do que a assinatura da marca é um compromisso de toda a equipa. É assim que queremos estar no setor da Construção Civil - colaborando com todos os intervenientes e em todos os estágios do projeto – e deste modo contribuir para o sucesso de todos os parceiros, rumo ao fim a que todos nos propomos: contribuir para a melhor qualidade de vida nos edifícios em Portugal e para a valorização do património edificado.

 

Conheça melhor o projeto O'Living aqui.

Mais notícias

Navegar no arquivo de notícias
Geral21-01-2022

Portas de Entrada para o mercado português, do segmento médio ao segmento premium

Geral03-12-2021

SlimLine 38, precursor do mercado

Geral24-10-2021

A pandemia que acelerou o setor