AZ Sint Maarten

AZ Sint Maarten

Enquanto objeto que se afirma na paisagem, o AZ Sint-Maarten é um hospital concebido à escala humana, que irradia simplicidade e serenidade - um sólido rodeado de espaços verdes e protegido por elementos de sombramento delicados. A execução deste conceito exigiu a estreita colaboração entre equipa de designers, gestores de projeto e construtoras. Tecnologia sofisticada, assente no design sustentável, orçamentos competitivos e design focado no paciente deram origem a um ecossistema de saúde único.

Um Novo Hospital Regional para Mechelen, Bélgica

O projeto AZ Sint-Maarten harmoniza 3 campus hospitalares outrora separados (Rooienberg Duffel, Leopoldstraat e Zwartzustersvest Mechelen) num só novo edifício ao longo da circular de Mechelen, na Bélgica. Na sexta-feira, dia 8 de Junho de 2018, Jan Ennekens (Diretor Geral do AZ Sint-Maarten) cortou a fita deste projeto da autoria do gabinete VK Architects & Engineers. Este evento ocorre mais de uma década após este ter ganho a competição de arquitetura em 2007, para projetar este hospital regional. O novo hospital inclui 654 camas de internamento (cerca de 50% em quartos individuais), 96 quartos de cirurgia ambulatória e uma ampla área para consultas externas. Neste hospital trabalham, aproximadamente, 1.700 funcionários.

O Conceito do Projeto: um Objeto na Paisagem

Os designers começaram por alicerçar o projeto no espaço verde local, que inspirou estratégias de construção e orientação do edificado, dos materiais, do volume e acessibilidades. O resultado foi a fantástica integração na paisagem, com um design compacto e comprometido com a escala humana. Além disso, o laminado do sombreamento dá um toque divertido e também delicado: uma espécie de  segunda pele, que protege os utentes e o pessoal.

Linhas e Conceito Claramente Espaciais

Planos espaciais e ligações funcionais são funbdamentais no design de hospitais. Em parceria com a equipa do AZ Sint-Maarten, os planos funcionais dos pisos, os modelos de circulação e os esquemas interativos foram aperfeiçoados numa visão global cuidada. Tanto os pacientes de internamento e ambulatório, como os pacientes crónicos e graves estão separados; as áreas de internamento estão agrupados por pisos e  verticalmente ligados com os serviços técnicos na base do edificado.

Um ponto fulcral do projeto é a entrada para a zona dos cuidados, acessível a partir da entrada principal. Esta entrada principal, abrange a circulação vertical e horizontal, e forma um eixo para todos os serviços anexos. Do lado nordeste do edifício, o eixo é totalmente envidraçado, privilegiando, por um lado, a vista para a cidade de Mechelen e o por outro, a paisagem rural atrás da ponte aérea R6. Ao longo de todo o hospital, pátios espaçosos proporcionam luz natural a todos os quartos, que tonram o campus acessível à vista.

 

Os utentes têm, quase sempre, contato visual com o exterior. 

Design Sensível às Necessidades do Utente

Para além das consultas no hospital, foi tido em conta o bem-estar do paciente, considerando a privacidade, a ergonomia, o meio ambiente e a segurança. Ao incluir várias fachadas de vidro, os utentes têm quase sempre contato visual com o exterior. Para que tal fosse conseguido, os arquitetos requisitaram janelas e os caixilhos respondessem aos mais altos padrões de performance e isolamento térmico, de acordo com os padrões belgas. As janelas CS77-HI da Reynaers Aluminium, não só cumprem estes requisitos, como criam (literalmente) uma janela para a natureza, dotando o edifício de luz natural. Para além de proporcionar a cada paciente uma vista para o verde envolvente. Paralelamente, o projeto privilegia o acesso de cada um às suas próprias instalações sanitárias, televisão e internet.

Compacto e Delicado

Por forma a criar uma escala mais humana, o edifício adquiriu uma natureza compacta, necessitando de uma menor área de revestimento por metro quadrado e, por isso mesmo, reduzindo custos de construção e perdas energéticas ao longo da vida do edifício. 

Para otimizar ainda mais as baixas necessidades de energia do edifício, foi aplicado um sistema de sombreamento nas várias fachadas para oferecer uma solução de proteção solar.

A VK Architects & Engineers desenhou uma solução única do sistema de sombreamento usando lamelas curvas no padrão de onda. A sua forma e inclinação foram estudadas pelo gabinete para conseguir uma proteção solar altamente funcional. No processo de design desenvolveram um modelo de simualação para monitorizar o conforto térmico no quarto dos utentes. Além do ótimo desempenho, o design do sistema de sombreamento confere uma identidade única ao edifício, e ainda permite aos utentes uma vista sobre a paisagem envolvente a partir das suas camas. A exclusividade do design foi especificada no concurso como propriedade intelectual da VK Architects & Engineers.

Passando do design à produção do sistema de sombreamento, a construtora e a Reynaers Aluminium apresentaram uma proposta técnica, adaptando o sistema BS 100 às necessidades de design. Esta solução consiste em, nada mais, nada menos que 63 mil metros de perfis. Esta ‘camada’ delicada e funcional adapta-se à orientação da fachada. Por exemplo, a posição mais baixa do sol no lado oeste e leste requer distâncias menores entre lâminas, do que a posição mais alta do sol, no lado sul. Também foi tido em conta a transição do espaço público para o espaço semipúblico e privado, ao jogar com os graus de brilho.

Parceria entre o Arquiteto e o Instalador

Quando a construção do hospital foi apresentada a concurso, a VK Architects & Engineers não pôde escolher nenhum instalador preferido ou subconstrutor de antemão. Depois do consentimento contratual, a construtora MBG e a subcontratada Couwenberghs-Schellens sugeriram a Reynaers Aluminium. Após uma visita às instalações da Reynaers, a empresa integrou oficialmente a equipa de projeto.

Para chegar a uma solução técnica viável, respeitadora do design de sombreamento projetado pela VK Architects & Engineers, foi estabelecida uma colaboração próxima entre instalador, construtor e arquiteto. ‘Um dos elementos chave neste projeto foi o teste do túnel do vento, para verificar a resistência à carga do vento e ao impacto acústico. Este teste convenceu toda a gente da qualidade da solução técnica facultada pela Reynaers,’ diz o arquiteto Erik Vereecken, Diretor de Projetos de Saúde da VK Architects & Engineers.

“O aspiracional do projeto foi ancançado graças à capacidade do fabricante de sistemas modificar a sua solução standard, transformando-a num novo e exclusivo produto, feito por medida.”Erik Vereecken, Project Director Healthcare at VK Architects & Engineers

Conceito BIM

O AZ Sint-Maarten é único, já que foi um pioneiro na adoção do BIM (Building Information Modeling), em 2010. Trabalhar com modelos 3D permitiu verificar diferentes aspetos do design e caminhar no interior do mesmo, antes mesmo de estar construído. Aindsa na fase de projeto, foram realizadas simulações mecânicas e térmicas do fluxo de ar.  Com estes resultados, foi possível otimizar o projeto e manter o orçamento competitivo.  

Um Ambiente Terapêutico

Robusto mas delicado, compacto e altamente funcional no design mas expansivo em termos sensoriais, o AZ Sint Maarten é um excecional exemplo excecional de um ambiente terapêutico que cuida e apoia utentes, famílias e aqueles que trabalham nos cuidados médicos.

Localização: 
Mechelen, Belgica View on map
Fotógrafo: 
Debbie De Brauwer
Sistemas Reynaers utilizados: 
Project solutions: 
BS 100 bespoke solution CS 77-HI