Skip to main content
  • ConceptWall 60 Fachadas - Office building Tiensevest Office Complex localizado em Leuven, België
  • ConceptWall 60 Fachadas - Office building Tiensevest Office Complex localizado em Leuven, België
  • ConceptWall 60 Fachadas - Office building Tiensevest Office Complex localizado em Leuven, België
  • ConceptWall 60 Fachadas - Office building Tiensevest Office Complex localizado em Leuven, België
  • ConceptWall 60 Fachadas - Office building Tiensevest Office Complex localizado em Leuven, België
  • ConceptWall 60 Fachadas - Office building Tiensevest Office Complex localizado em Leuven, België
  • ConceptWall 60 Fachadas - Office building Tiensevest Office Complex localizado em Leuven, België
  • ConceptWall 60 Fachadas - Office building Tiensevest Office Complex localizado em Leuven, België
  • Archi + I & Crepain Binst Architecture

Tiensevest Office Complex

Leuven - België - 2008

Entre a via férrea e a estrada de circunvalação de Lovaina, a Casa da Província, posicionada bem alto, foi durante anos o único elemento inovador existente na área. Esta situação alterou-se desde há algum tempo. Entre a estação e a Casa da Província foram construídos em curto espaço de tempo cinco blocos de escritórios, da autoria dos arquitectos Crepain Binst Architecture e Archi+I. Isto constituiu o início do desenvolvimento de uma nova área de escritórios nas imediações da estação ferroviária de Lovaina.   Este projecto é a consequência do Plano Director para a Linha Férrea Ocidental, em conjunto com a Casa da Província e a reestruturação da área envolvente dos caminhos de ferro. O plano foi desenvolvido em 1997 pela equipa de projecto de Planologia sob a direcção de Marcel Smets, o actual Mestre Arquitecto da Flandres. O projecto permitiu construir uma nova linha urbana ao longo dos terrenos entre os caminhos de ferro e a estrada de circunvalação de Lovaina, com dois elementos estruturais em cada uma das extremidades: a Casa da Província e o Centro Administrativo da Flandres (Vlaams Administratief Centrum, VAC).  

Base de vidro

O novo complexo de escritórios do banco KBC é constituído por cinco edifícios independentes, com cinco andares cada. Estes assentam sobre uma base contínua em vidro com 300 metros de comprimento, na qual se concentram todos os serviços públicos do banco KBC e da Cidade de Lovaina. Esta base com quase 5 metros de altura, possui um desnivelamento do lado dos caminhos de ferro, o que permite uma boa panorâmica da zona entre a circunvalação e os caminhos de ferro. Sob esta base, existe um parqueamento público para bicicletas com 5000 lugares, destinado a viajantes habituais, trabalhadores do complexo de escritórios e utilizadores esporádicos. Por baixo do parqueamento para bicicletas situa-se ainda um parque subterrâneo para 684 automóveis que pode funcionar independentemente do edifício superior. Entre a estrada de circunvalação e os edifícios será construído um parque público, um passeio pedonal verde que funcionará como ligação pedonal entre a praça Martelaarsplein, situada em frente à estação, e a praça Provincieplein, situada mais acima. Em conjunto, a base dos edifícios e o parque formam um elemento central estruturante entre o complexo de edifícios e o ambiente envolvente.  

Fachada dinâmica

Os cinco edifícios do complexo têm uma forma em U cujas fachadas abertas e fechadas estão viradas alternadamente para a estrada de circunvalação e via férrea. Isto cria uma fachada dinâmica e diversificada, com partes estreitas, largas e recuadas. Em diversos pontos, os edificios estão interligados através de pontes aéreas totalmente transparentes. Cada um dos edifícios possui duas zonas centrais por volta das quais a circulação se concentra. Os edifícios foram desenhados com módulos com um tamanho de 135 centímetros, o que permite que os escritórios possam ser dispostos de diferentes maneiras. Para além disso, este tamanho de módulo mantém o ritmo homogéneo das fachadas. As fachadas dos cinco edifícios são todas variações ao tema comum de granito e vidro, cada uma delas com uma divisão de janelas e relevo próprios. Além disso, cada uma das fachadas tem uma cor própria: vermelho imperial, branco neve, verde azeitona, negro cristal e amarelo ouro. O granito foi tratado com jacto de água o que o torna áspero, conseguindo-se assim um aspecto “gasto”.  

Solução integrada

As janelas dos cinco edifícios de escritórios foram equipadas com perfis CS 77. Em dois dos edifícios, o espaço entre a parede interior e exterior junto às janelas foi coberto com uma placa de granito, permitindo assim utilizar o sistema padrão. No caso dos restantes três edifícios, os arquitectos utilizaram um cuadro de alumínio na parte exterior que funciona como elemento de cobertura do espaço entre a parede interior e exterior. A grande quantidade de janelas a montar desta forma tornou interessante a procura de soluções integradas. O especialista em construções de aço Hegge, de Hamont-Achel, encarregou-se do desenvolvimento de uma variante do perfil CS 77, em conjunto com os arquitectos e Reynaers Aluminium. ‘A variante desenvolvida torna possível fixar o perfil do batente à janela com um grampo’, explica Wim Moors, líder de projecto da firma Hegge, ‘pelo que não são necessários elementos de fixação visíveis, como por exemplo parafusos. Para além disso, isto permitiu também uma poupança de tempo considerável em termos de montagem da grande quantidade de perfis nestes três edifícios.’  

Exclusividade

A atenção dispensada ao desenvolvimento dos perfis das janelas caracteriza o empenhamento dos arquitectos e do construtor deste complexo. O detalle das fachadas atribui um aspecto e uma exclusividade especiais ao complexo, características que normalmente são ignoradas em edifícios de escritorios regulares. A posição dos edifícios, as variações de cor e o ritmo das fachadas asseguram para além disso uma enorme abertura e uma imagem urbana variada que se desvia da uniformidade que caracteriza a maior parte dos desenvolvimentos de grande porte. Desta forma, o complexo constitui sem dúvida um grande enriquecimento para Lovaina.

Sistemas Reynaers utilizados

Parceiros envolvidos

Arquiteto

  • Archi + I & Crepain Binst Architecture

Instalador

  • Hegge

Fotógrafo

  • Louis Jongeneelen

Outros parceiros

  • Interbuild NV (Empreiteiro geral)