Skip to main content
  • ConceptWall 50 Fachadas - Business center S.Oliver Administrative Headquarters localizado em Rottendorf, Alemanha
  • ConceptWall 50 Fachadas - Business center S.Oliver Administrative Headquarters localizado em Rottendorf, Alemanha
  • KSP Engel und Zimmermann

S.Oliver Administrative Headquarters

Rottendorf - Alemanha - 2008

A marca de vestuário s.Oliver foi fundada há 40 anos em Würzburg, na Bavária. O que começou como uma pequena boutique de vestuário para homem é actualmente uma marca mundial com sede na cidade vizinha de Rottendorf. A marca foi crescendo de forma constante e atingiu actualmente o valor marcante de mil milhões de euros em lucros. A s.Oliver ocupa agora uma zona comercial inteira, o que traz consigo algum nível de responsabilidade em termos de planeamento urbanístico. Neste local de província, a criação de um local de trabalho atractivo para os criadores de moda que têm de acompanhar a par e passo as tendências de moda mais recentes para lançar uma nova colecção não duas vezes por ano mas uma vez por mês, podia naturalmente constituir um problema. Deste modo, a empresa organizou um concurso para a criação da sua sede. Com sete firmas participantes, o projecto vencedor foi uma criação sóbria dos arquitectos KSP Engel e Zimmermann, de Frankfurt. O desenho inclui espaços articulados com aspecto de pátio, que dão ao edifício uma superfície exterior luxuosa, sendo completamente envidraçado para conseguir a máxima transparência. Num local onde se desenha, corta e se cria vestuário, uma boa iluminação é uma exigência absoluta. A Reynaers Aluminium criou uma solução à medida para este projeto, baseada no sistema de parede de vidro estrutural CW 50, com elementos de ventilação que tornam possível a superfície contínua de vidro, aumentando a transparência e sublinhando ao mesmo tempo o carácter imponente e representativo do edifício. As áreas abertas de conferência, os grandes ateliers e as muitas salas mais pequenas destinadas a reuniões fazem adivinhar a quantidade de horas de discussão que tem lugar neste ramo de negócio: cores, tecidos, cortes, linhas e formas – todos estes factores têm de ser discutidos para cada colecção, de forma a consolidar e desenvolver a marca. Para esta área dinâmica de negócios, os arquitectos escolheram um aspecto decididamente moderno. O betão em bruto, os pavimentos em pedra e em madeira de carvalho e as divisões modelares brancas foram combinados para criar uma atmosfera que contrasta com a intensa actividade. As escadas em forma oval, para além de constituírem um ponto de orientação no espaço, são também o ponto central deste edifício com três secções. Estas escadas, em vez de se encontrarem separadas por um vão de escada, vão de piso a piso, como uma fita contínua.

Imagem austera

A nova sede tem um tipo de identidade que também se poderia adaptar a outros sectores e companhias. A cor da companhia, o vermelho, apenas se encontra na carpete e uma das salas de reunião e em algumas peças de mobiliário. Mas é essa exactamente a força do design, o qual combina a funcionalidade com uma linguagem claramente arquitectónica. Na imagem austera do exterior com os seus painéis de alumínio em forma de sanduíche e as janelas horizontais, apenas se destaca um elemento: a grande sala de conferências por cima da entrada sobressai da fachada sob a forma de um volume rectangular fortemente definido. Na Alemanha, já não é possível construir arquitectura nesta categoria sem cumprir altos padrões de eficiência energética. O sistema de fachada CW 50 da Reynaers mostrou-se ideal para este projecto devido ao seu alto nível de isolamento. Os arquitectos são membros do Concelho Alemão de Edifícios Sustentáveis (DGNB), uma organização central, recentemente fundada, para a fomentação do intercâmbio de conhecimentos e formação profissional que aumente a consciencialização do público para o sector da construção orientada para o futuro. De forma conseguir o melhor desempenho, foi instalado um sistema de refrigeração com núcleo de betão junto aos tectos, na cofragem dos pisos do edifício. O sistema de ventilação escolhido permite uma recuperação de calor superior a 80%. Em combinação com bombas de aquecimento, as 60 sondas geotérmicas inseridas a 90 metros sob o solo fornecem calor no Inverno e refrigeração no Verão, eliminando a necessidade de utilização de combustíveis fósseis para isso. A nova sede deve ser considerada como ponto de partida para uma reestruturação sustentável das premissas da companhia como parte integrante do ambiente envolvente, um conceito de planificação que ganha maior visibilidade por todo o mundo industrializado.

Sistemas Reynaers utilizados

Parceiros envolvidos

Arquiteto

  • KSP Engel und Zimmermann

Instalador

  • SMB Stahl und Metallbau GmbH

Fotógrafo

  • Jean Luc Valentin

Outros parceiros

  • SMB Stahl und Metallbau GmbH (Empreiteiro geral)