Skip to main content
  • ConceptWall 50 Fachadas - Office building Royal City localizado em Plovdiv, Bulgarije
  • ConceptWall 50 Fachadas - Office building Royal City localizado em Plovdiv, Bulgarije
  • ConceptWall 50 Fachadas - Office building Royal City localizado em Plovdiv, Bulgarije
  • ConceptWall 50 Fachadas - Office building Royal City localizado em Plovdiv, Bulgarije
  • ConceptWall 50 Fachadas - Office building Royal City localizado em Plovdiv, Bulgarije
  • ConceptWall 50 Fachadas - Office building Royal City localizado em Plovdiv, Bulgarije
  • ConceptWall 50 Fachadas - Office building Royal City localizado em Plovdiv, Bulgarije
  • Sector Arch Ltd. (arch. Atanas Panov)

Royal City

Plovdiv - Bulgarije - 2008

Royal City trata-se de um novo complexo polivalente que combina escritórios, áreas residenciais e lojas. Situado na segunda maior cidade da Bulgária, Plovdiv, o complexo ocupa um ponto estratégico na zona norte, no cruzamento entre duas avenidas muito populares: Dunav (Danúbio) e Pobeda (Victory). Estas ligam a estação ferroviária de Plovdiv ao entreposto rodoviário do norte e às ligações para a Feira Internacional de Plovdiv e à capital, Sofia. O complexo foi concebido por Sector arch e o arquitecto responsável foi Atanas Panov, também autor do plano director. O complexo está funcionalmente dividido em duas partes: a zona privada é composta por cinco edifícios e a área pública por um edifício de escritórios e cinco lojas de dois andares. Os edifícios residenciais estão concentrados na zona norte do complexo, ficando assim protegidos das ruidosas zonas comerciais; as áreas públicas encontram- se à frente, enfrentando e absorvendo assim o tráfego intenso e os ruídos. Os espaços intermédios são ocupados por áreas verdes protegidas destinadas aos habitantes do complexo.

Flexibilidade máxima

No ponto de intersecção das duas avenidas encontramos o elemento mais determinante de todo o complexo – um edifício de escritórios com 62,50m de altura onde se situa a sede da empresa Vinprom Peshtera, um fabricante búlgaro de bebidas alcoólicas que é também um dos dois investidores do complexo. O princípio que orientou o desenho do edifício foi a tentativa de obter a maior flexibilidade possível no que diz respeito à diversidade das necessidades de cada um dos locatários. Um dos conceitos aplicados consequentemente em todo o complexo foi a minimalização da estrutura e a colocação de todas as instalações em solos elevados e tectos suspensos. Em consequência disto, o edifício de 16 andares tem uma forma muito simples e quadrada, com uma dimensão de 27 por 27m. Os espaços de escritórios estão organizados à volta de um núcleo vertical central com uma rotação de 25° em relação ao formato exterior, o que contribui para melhorar as propriedades anti-sísmicas do edifício. Esta função é também complementada pelos elementos triangulares em forma de prisma do betão reforçado que corta os ângulos da fachada de vidro, os quais formam um núcleo anti-sísmico em forma de X. Estes elementos em forma de prisma são de facto elementos ocos que escondem as diversas instalações técnicas do edifício.

Actual

Graças à geometria irregular dos elementos maciços, os arquitectos conseguiram criar uma estrutura dinâmica por volta da fachada de vidro, colocando-a assim em destaque, quase como uma obra de arte. Esta estrutura tem um aspecto flutuante, como que enquadrada por uma moldura. A fachada tem um aspecto moderno e assimétrico e encontra-se ligeiramente deslocada em relação ao volume da torre. As linhas verticais na fachada em CW 50 da Reynaers Aluminium destacam-se graças à alteração rítmica entre rectângulos transparentes e opacos – um efeito conseguido através de parapeitos que cortam a horizontalidade e que estão posicionados por baixo das janelas. Junto ao vidro, e para as formas em prisma nos cantos da torre, optou-se por painéis ventilados em granito térmico afagado de cor cinzenta. O forte contraste entre a leveza do vidro em combinação com os elegantes perfis de alumínio e a densidade do granito maciço aumentam o aspecto potente e dinâmico do edifício. Embora a torre possua quatro fachadas idênticas e ofereça a mesma paisagem a partir de qualquer um dos cantos, cada uma das fachadas possui o seu aspecto dinâmico próprio graças aos cantos dramaticamente inclinados da parede de vidro e do revestimento em pedra.

Edifício híbrido

O Royal City é um edifício híbrido de alta qualidade, criado para responder às necessidades do estilo de vida héctico actual. O edifício oferece espaços para trabalhar, para viver e para entretenimento sem que exista necessidade de perder tempo em viagens. As diversas funções do complexo diferenciam-se entre si graças à diversidade dos materiais utilizados que vão da cerâmica de cor acolhedora na zona residencial à imponente pedra negra das lojas e do elemento central do complexo, o edifício da Vinprom Peshtera. Esta torre elegante atribui um carácter especial não apenas ao complexo, mas também ao horizonte de toda a cidade.

Sistemas Reynaers utilizados

Parceiros envolvidos

Arquiteto

  • Sector Arch Ltd. (arch. Atanas Panov)

Instalador

  • Kristian Neiko 90 LTD

Fotógrafo

  • Julian Nedev
  • Atanas Panov

Outros parceiros

  • SK Arnaudov Ltd. (Empreiteiro geral)