Skip to main content
  • ConceptWall 50 Fachadas, Vision 50 Portas, ConceptWall 60 Fachadas e ConceptSystem 68 Portas - Office building Eleven Brindleyplace localizado em Birmingham, Reino Unido
  • ConceptWall 50 Fachadas, Vision 50 Portas, ConceptWall 60 Fachadas e ConceptSystem 68 Portas - Office building Eleven Brindleyplace localizado em Birmingham, Reino Unido
  • ConceptWall 50 Fachadas, Vision 50 Portas, ConceptWall 60 Fachadas e ConceptSystem 68 Portas - Office building Eleven Brindleyplace localizado em Birmingham, Reino Unido
  • ConceptWall 50 Fachadas, Vision 50 Portas, ConceptWall 60 Fachadas e ConceptSystem 68 Portas - Office building Eleven Brindleyplace localizado em Birmingham, Reino Unido
  • ConceptWall 50 Fachadas, Vision 50 Portas, ConceptWall 60 Fachadas e ConceptSystem 68 Portas - Office building Eleven Brindleyplace localizado em Birmingham, Reino Unido
  • ConceptWall 50 Fachadas, Vision 50 Portas, ConceptWall 60 Fachadas e ConceptSystem 68 Portas - Office building Eleven Brindleyplace localizado em Birmingham, Reino Unido
  • ConceptWall 50 Fachadas, Vision 50 Portas, ConceptWall 60 Fachadas e ConceptSystem 68 Portas - Office building Eleven Brindleyplace localizado em Birmingham, Reino Unido
  • Glenn Howells Architects

Eleven Brindleyplace

Birmingham - Reino Unido - 2008

O novo edifício de escritórios concebido pela Glenn Howells é o último elemento de um enorme e demorado projecto de reabilitação que teve lugar em Brindleyplace, uma área com dezassete hectares junto ao centro da cidade de Birmingham. O local deixou de ser uma antiga área industrial degradada, para se transformar num novo e vasto bairro urbano. No entanto, esta história de sucesso não foi conseguida sem dificuldades, que o digam os principais responsáveis: o construtor da obra, Argent, os responsáveis pelo plano director Terry Farrell e John Chatwin e o Concelho Municipal, o qual mostrou grande determinação no projecto de reutilização da área. No século XIX, Brindleyplace fazia parte integrante do carácter e do estatuto de Birmingham como grande centro industrial. Mas, tal como no resto do Reino Unido, a indústria transformadora sofreu um grande declínio no século XX e nos anos 80 os edifícios desta área deixaram de ser utilizados. Foi por isso necessário um grande empenhamento para dar nova vida e novo uso às antigas fábricas. Inicialmente, três construtores tentaram a sua sorte, mas os dois primeiros falharam. A crise económica do início dos anos 90 foi igualmente desfavorável, mas a empresa de construção Argent, que adquiriu o local por um preço quase simbólico, teve um desempenho verdadeiramente memorável em termos planeamento urbano. O fio condutor do projecto, o qual engloba uma grande variedade de estilos e formas, é o objectivo do plano director no sentido de criar um bom ambiente para pedestres, com zonas permeáveis e zonas de acesso aos edifícios em forma de arcadas. O CABE, o maior órgão controlador britânico de design urbano, considera o projecto um sucesso em termos gerais e elogia o forte sentido de espaço, os espaços públicos e a solução em relação ao canal, o que se trata provavelmente do elemento mais importante no carácter de Brindleyplace.

MARCO DE REFERÊNCIA

O novo edifício da Glenn Howells foi construído num local difícil; um local com uma forma quase triangular, junto a um hotel particularmente pouco interessante em termos arquitectónicos. Para além disso, o edifício tinha de corresponder a orientações que exigiam uma estrutura de referência para o local. Enquanto muitos dos edifícios nesta área reabilitada possuem fachadas revestidas a tijolo euma altura consistente e pouco alta, o novo edifício de escritórios da Howells é realmente diferente. O edifício é alto e delgado, com uma fachada em vidro em caixilhos anodizados e é composto por dois volumes distintos interligados por um núcleo em vidro. Na opinião do arquitecto do projecto, Michael Cruise, o volume abaulado acompanha a rua a ocidente e “empurra” o visitante para a nova área reabilitada. A torre rectangular está situada a oriente e funciona como ponto fulcral em termos visuais. Os sistemas Reynaers utilizados nas fachadas – uma solução à medida com base nos sistemas de fachada CW 50 e CW 60, e portas de alumínio anodizado a bronze CS 68 – fazem parte do interessante desenho da fachada, o qual foi testado nas instalações da Reynaers em Duffel, Bélgica. O construtor do projecto, Glamalco, esteve estreitamente envolvido nos processos de desenhoe desenvolvime to desde o início do projecto. A fachada em vidro acentua a verticalidade do edifício, o que constituiu um elemento de design muito importante para os arquitectos da Glenn Howells, os quais desejavam um edifício de referência elegante. O vidro deste sistema pode ser renovado a partir do interior, uma característica essencial, que torna o edifício resistente ao tempo. As fachadas a oriente, norte e ocidente foram equipadas com abas de alumínio que dão maior profundidade à superfície mas que também desempenham uma importante função ambiental, proporcionando sombra e protegendo do sol.

DETALHES

No início do projecto Brindleyplace, quando os primeiros edifícios começaram a ser construídos, foram criadas grandes áreas de escritórios, o que resultou num excesso deste tipo de espaços. Por isso, o número onze é diferente. O espaço de escritórios foi desenhado para ser utilizado por companhias de pequena e média dimensão, e espera-se que as empresas criativas escolham este local. A empresa Argent mudou as suas instalações de Birmingham para o novo edifício e existe um candidato para o bar e restaurante no piso térreo. Embora o edifício represente um conceito perfeitamente moderno, os arquitectos tiveram todo o cui dado em abordar o contexto detalhadamente. Os caixilhos anodizados e as abas do sistema da fachada de vidro não têm simplesmente um revestimento normal, mas variam em termos de cor e adquirem assim um aspecto natural e acolhedor, tal como Cruise salienta de forma orgulhosa, reflectindo também um pouco o aspecto acolhedor das fachadas em tijolo dos edifícios vitorianos de Brindleyplace. A colaboração da Reynaers neste projecto contribuiu para o sucesso do edifício e constituiu uma contribuição valiosa para este ponto de referência em Brindleyplace.

Sistemas Reynaers utilizados

Parceiros envolvidos

Arquiteto

  • Glenn Howells Architects

Instalador

  • Glamalco

Fotógrafo

  • Nick Short Photography

Outros parceiros

  • BAM Construction (Empreiteiro geral)